domingo, 23 de dezembro de 2012

"Ao Sabor" - Mercado de Produtos Locais de Tondela. Todos os ultimos sábados do mês

sábado, 8 de dezembro de 2012

Receita de Mini Chapatis


- 1 cup (150g) de farinha
- 1 cup (150g) de farinha integral
- Sal Picante para Grelhados da Casa do Sal (veja outros produtos da Casa do Sal)
- 20g de ghee*
- 1/4 de cup (180g) de água morna

Começar por misturar todos os ingredientes. Deixar o resultado a repousar durante dez a quinze minutos. Fazer pequenas bolas de massa e de seguida estender em círculos usando um copo para formatar. 

Numa frigideira colocar (ou não) manteiga e aqucer de um lado e do outro. Acompanhar com cogumelos   ou tomates cherry, por exemplo.



* ghee - manteiga aquecida á qual se retira a espuma branca. Ver mais neste blog http://lepassevite.blogspot.pt/2012/12/ghee.html

Receita cedida por Sara da Silva Barros

Degustações "Casa do Sal" hoje no Finta 2012.

Degustações "Casa do Sal" no Finta 2012. Hoje, Sábado, às 23h no ACERT em Tondela. A Casa do Sal vai apresentar várias receitas inovadoras entre elas a seguinte:


Venha ter connosco. Clique na imagem "Degustação Artística Casa do Sal" para aceder ao Programa do FINTA 2012 ou aqui.

domingo, 25 de novembro de 2012

Receitas de peixe da Figueira da Foz, Portugal - conselhos úteis

A Casa do Sal divulga um conjunto de receitas publicadas no antigo Jornal de Coimbra, recolhidas pelo antigo Círculo de Gastronomia e Cultura Regional da Figueira da Foz.
Receitas de Peixe da Figueira da Foz: conselhos úteis


sábado, 10 de novembro de 2012

O que são REDES COLABORATIVAS DE PRODUÇÃO LOCAL


O que são?

  • São um conjunto de pessoas que produzem localmente bens e serviços, a colaborarem entre si ao nível da inovação, criação, produção, vendas e comunicação.

Para que servem as Redes Colaborativas de Produção Local?
  • Servem para viabilizar, melhorar os negócios e criar rendimento e emprego.
  • Para um melhor aproveitamento dos recursos locais das regiões.

Quem pode iniciar uma Rede Colaborativa de Produção Local?
  • Produtores/as que queiram expandir os seus negócios.
  • Associação, cooperativas e autarquias, que desejem apoiar e contribuir para o desenvolvimento das economias locais.

Como?
  • Sendo produtor/a de bens ou serviços, incorporando nos seus produtos elementos de outros/as produtores/as tanto na fase da criação, produção, vendas ou divulgação.


Como podem os/as produtores/as colaborar entre si?
Valorizando a sua produção
Um/a produtor/a pode integrar nos seus produtos elementos de outros/as produtores/as.

Exemplos
  • Um/a produtor/a de mel pode colaborar com um/a produtor/a de aguardente e criarem um licor ou aguardente de mel.
  • Um/a produtor/a de fruta pode colaborar com um/a produtor/a de compotas, licores.
  • Um/a produtor/a de compotas, aguardentes, mel, pode colaborar com um/a artesão/ã de cestaria, olaria, madeira, tecidos, e criarem novas embalagens e recordações da sua região, para casas e postos de turismo, quintas, lojas,
  • Os/as produtores/as podem criar cabazes da sua região com o contributo de todos/as
  • Um/a produtor/a de serviços, como por exemplo, técnicos/as informática, marketing, vendas, contabilidade, design, podem colaborar com estas Redes prestando serviços

Divulgar e vender Divulgar
  • Os artesãos e as artesãs podem divulgar e vender, nos seus locais de produção ou venda, os produtos de outros/as produtores/as locais
  • Os hotéis, casas de turismo e restaurantes e comércio podem divulgar e vender os produtos dos artesãos e artesãs da região
  • Os artesãos e artesãs locais podem colaborar entre si na distribuição dos seus produtos pelas lojas de outras regiões
  • Os artesãos e artesãs locais podem colaborar entre si na divulgação dos seus produtos em feiras ou na Internet e noutros meios disponíveis

Como podem as autarquias e as Associações de Desenvolvimento Local e outras, apoiar as Redes Colaborativas de Produção Local
  • Organizando feiras para venda dos produtos locais. Exemplos: Feiras de Agricultura Familiar, Feiras de Artesanato, Feiras de Natal, espaços nos mercados locais
  • Disponibilizar espaços nas festividades locais para venda de produtos locais
  • Dar preferência aos produtos locais nas suas compras. Exemplo: abastecimento de cantinas, material para ofertas, decoração com artistas e artesãos locais
  • Criando, nos seus postos de turismo espaços para venda dos produtos locais
  • Criando nos seus sites institucionais páginas de divulgação das produções locais
  • Levando sempre para os seus stands produtores e produtoras e produtos locais
  • Simplificar e diminuir os custos de todos os procedimentos relativos a estes negócios locais
  • Estar disponível para fazer a mediação entre os produtores locais e os outros organismos da administração pública
  • Utilizar os produtos locais nos buffets e noutras iniciativas
  • Divulgar as produções locais nos seus boletins e newsletter
  • Isentar de taxas as produções locais, especialmente quando estas não se traduzem em custos para as autarquias Exemplos: publicidade nas viaturas, esplanadas, publicidade nos estabelecimentos comerciais, artesanais e industriais
  • Informar os produtores locais sobre oportunidades de negócios, incentivos e concursos
  • Organizar ações de formação e informação
  • Etc

Resultados das Redes Colaborativas
  • Crescimento das vendas das produções locais
  • Criação de novos produtos
  • Criação de uma densidade e variedade de produtos locais ligados à cultura do local/região
  • Motivação dos/as produtores/as locais
  • Desenvolvimento das economias locais

Para mais informações:
animar@animar-dl.pt | facebook.com/associacao.animar
Tel. 0351 21 952 74 50/56

Rede Colaborativa de Produção Local no Programa "Portugal Aqui Tão" da RTP Internacional

 José João da Casa do Sal e Cláudia Almeida da RTP Internacional


 Olga Cavaleiro da PASTELARIA O AFONSO 
 e Cláudia Almeida do PROGRAMA PORTUGAL AQUI TÃO PERTO da RTP

 Olga Cavaleiro da PASTELARIA O AFONSO
 Rui Pereira e Helena Trindade da ALGAPLUS
 Gil Edgar da CASA DE PASTO DONA ESPECEARIA 
José João da CASA DO SAL DA FIGUEIRA DA FOZ

 Rede Colaborativa no Programa Portugal Aqui Tão Perto da RTP Internacional 

Cláudia Almeida do PROGRAMA PORTUGAL AQUI TÃO PERTO da RTP

Gil Edgar da Casa de Pasto Dona Especiaria e  José João da Casa do Sal


REDES COLABORATIVAS DE PRODUÇÃO LOCAL

O que são?

  • São um conjunto de pessoas que produzem localmente bens e serviços, a colaborarem entre si ao nível da inovação, criação, produção, vendas e comunicação.

Para que servem as Redes Colaborativas de Produção Local?
  • Servem para viabilizar, melhorar os negócios e criar rendimento e emprego.
  • Para um melhor aproveitamento dos recursos locais das regiões.

Quem pode iniciar uma Rede Colaborativa de Produção Local?
  • Produtores/as que queiram expandir os seus negócios.
  • Associação, cooperativas e autarquias, que desejem apoiar e contribuir para o desenvolvimento das economias locais.

Como?
  • Sendo produtor/a de bens ou serviços, incorporando nos seus produtos elementos de outros/as produtores/as tanto na fase da criação, produção, vendas ou divulgação.


Como podem os/as produtores/as colaborar entre si?
Valorizando a sua produção
Um/a produtor/a pode integrar nos seus produtos elementos de outros/as produtores/as.

Exemplos
  • Um/a produtor/a de mel pode colaborar com um/a produtor/a de aguardente e criarem um licor ou aguardente de mel.
  • Um/a produtor/a de fruta pode colaborar com um/a produtor/a de compotas, licores.
  • Um/a produtor/a de compotas, aguardentes, mel, pode colaborar com um/a artesão/ã de cestaria, olaria, madeira, tecidos, e criarem novas embalagens e recordações da sua região, para casas e postos de turismo, quintas, lojas,
  • Os/as produtores/as podem criar cabazes da sua região com o contributo de todos/as
  • Um/a produtor/a de serviços, como por exemplo, técnicos/as informática, marketing, vendas, contabilidade, design, podem colaborar com estas Redes prestando serviços

Divulgar e vender Divulgar
  • Os artesãos e as artesãs podem divulgar e vender, nos seus locais de produção ou venda, os produtos de outros/as produtores/as locais
  • Os hotéis, casas de turismo e restaurantes e comércio podem divulgar e vender os produtos dos artesãos e artesãs da região
  • Os artesãos e artesãs locais podem colaborar entre si na distribuição dos seus produtos pelas lojas de outras regiões
  • Os artesãos e artesãs locais podem colaborar entre si na divulgação dos seus produtos em feiras ou na Internet e noutros meios disponíveis

Como podem as autarquias e as Associações de Desenvolvimento Local e outras, apoiar as Redes Colaborativas de Produção Local
  • Organizando feiras para venda dos produtos locais. Exemplos: Feiras de Agricultura Familiar, Feiras de Artesanato, Feiras de Natal, espaços nos mercados locais
  • Disponibilizar espaços nas festividades locais para venda de produtos locais
  • Dar preferência aos produtos locais nas suas compras. Exemplo: abastecimento de cantinas, material para ofertas, decoração com artistas e artesãos locais
  • Criando, nos seus postos de turismo espaços para venda dos produtos locais
  • Criando nos seus sites institucionais páginas de divulgação das produções locais
  • Levando sempre para os seus stands produtores e produtoras e produtos locais
  • Simplificar e diminuir os custos de todos os procedimentos relativos a estes negócios locais
  • Estar disponível para fazer a mediação entre os produtores locais e os outros organismos da administração pública
  • Utilizar os produtos locais nos buffets e noutras iniciativas
  • Divulgar as produções locais nos seus boletins e newsletter
  • Isentar de taxas as produções locais, especialmente quando estas não se traduzem em custos para as autarquias Exemplos: publicidade nas viaturas, esplanadas, publicidade nos estabelecimentos comerciais, artesanais e industriais
  • Informar os produtores locais sobre oportunidades de negócios, incentivos e concursos
  • Organizar ações de formação e informação
  • Etc

Resultados das Redes Colaborativas
  • Crescimento das vendas das produções locais
  • Criação de novos produtos
  • Criação de uma densidade e variedade de produtos locais ligados à cultura do local/região
  • Motivação dos/as produtores/as locais
  • Desenvolvimento das economias locais

Para mais informações:
animar@animar-dl.pt | facebook.com/associacao.animar
Tel. 0351 21 952 74 50/56




sábado, 27 de outubro de 2012

As Redes Colaborativas de Produção Local vão ser apresentadas na próxima segunda-feira, dia 29, no Programa Praça da Alegria, na RTP1.



Estas redes estão a ser divulgadas e dinamizadas pela ANIMAR - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local em colaboração com Associações de Desenvolvimento Local, de artesãos, de empresas, IPSS, colectividades locais, cooperativas e autarquias.
As Redes Colaborativas de Produção Local são uma oportunidade das empresas locais expandirem os seus negócios, de criação de auto-emprego pelos desempregados e de desenvolvimento das economias locais

Na RTP vamos ter oportunidade de ver uma Rede Colaborativa a funcionar na prática.
Vão estar presentes as seguintes empresas locais que trabalham segundo o espírito de Rede Colaborativa de Produção Local e que vão confeccionar degustrações:

Algaplus - Aveiro
Helena Abreu

A confeccionar:
- crepe com salmão fumado com alga "Alface do Mar" e tomate cereja temperado com Flor de Sal Casa do Sal com Alga Musgo Irlandês

Casa do Sal da Figueira da Foz
José João Rodrigues

A confeccionar:
- Champorrião, remédio tradicional da Barriosa, Serra da Estrela (Freguesia de Vide, Concelho de Seia) para evitar constipações. Com Mel de Urze e Aguardente de Medronho Biológica Obras do Caratão, Serra da Estrela, e Limão da Rosa Rodrigues do Mercadinho do Botânico de Coimbra
- Tapas com Pasta de Azeitona da Quinta da Ribeira de Lodões com tempero Casa do Sal

Cevadas - Enchidos de Quiaios Figueira da Foz
Rafael Abreu

A confeccionar:
- Fatias de Paio Cevadas recheadas com Mel de Urze e Aguardente de Medronho Biológica Obras do Caratão, Serra da Estrela

Cristrais do Sal - Figueira da Foz
Delma Carvalho
Jesus Zunzunegui

Demonstração:
Aplicação de Esfoliante Hidratante Sensual com Sal da Casa do Sal
,
Licores Donana - Coja
Dina Brito

A confeccionar:
Crepes com licores Donana e compotas Donana

Pastelaria "O Afonso" - Tentúgal
Olga Cavaleiro
Sofia Fernandes

A confeccionar:
- Brigadeiros com Flor de Sal e Pólen de Abelha da APIMEL, Serra da Lousã
Também vai levar caramelos com Flor de Sal e Pólen de Abelha da APIMEL, Serra da Lousã

domingo, 14 de outubro de 2012

Feira Solidária da Plataforma ODM Coimbra, de 13 a 17 outubro de 2012, no Dolce Vita

 Associação Cores
 
 Saúde em Português

 Graal, Secção de Defesa dos Direitos Humanos da Associação Académica, Ana Jovem

 ADAV - Associação de Apoio à Vitima

 Centro de Acolhimento João Paulo II

 Cáritas Diocesana de Coimbra

 Associação Atlas

Rede Colaborativa da ANIMAR representada pela Casa do Sal

 Sessão de encerramento da Feira Solidária

O que são os ODM? clique

Redes Colaborativas de Produção Local na Feira Solidária da Plataforma ODM Coimbra no Dolce Vita

 A ANIMAR - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local está a organizar acções para divulgação das Redes Colaborativas de Produção Local em parceria com ADL (Associações de Desenvolvimento Local), cooperativas, autarquias e organizações que desejem  "apoiar e contribuir para o desenvolvimento das economias locais.
Com estas acções a ANIMAR também pretende contribuir para a implementação das Redes pelo país desafiando produtos/as, associações, coperativas, e autarquias.

As Redes Colaborativas de Produção Local estiviram  representadas na Feira Solidária da Palataforma ODM Coimbra pela Casa do Sal da Figueira da Foz

Contactos da ANIMAR
Morada
Rua Antero de Quental
Edifício Ninho de Empresas
Bairro Olival de Fora
2625-640 - Vialonga


Telefones
Geral - 21 952 74 50
Fax: +351 21 952 13 22
E-mail: animar@animar-dl.pt

 



Mais informações sobre os ODM: clicar

domingo, 7 de outubro de 2012

Degustações Serra-mar no Superfrutas em Coimbra

Superfrutas situa-se na Rua Augusto Marques Bom (ver) em Coimbra. As microempresas Saber Intempoiral e Casa do Sal organizaram uma sessão de degustações com frutas secadas em Estufa Solar (pêra,maça,pêssego, ananás) compotas, pão de centeio, broa de batata e Tapas Casa do Sal. Todos estes produtos estão à venda no Superfrutas.






 Localização do Superfrescos:

Visualizar Onde comprar os Sais da Casa do Sal da Figueira da Foz em um mapa maior

sábado, 15 de setembro de 2012

Show Cooking da Casa do Sal na Ficton 2012: Domingo, dia 16 às 17 h

Este Show Cooking da  Casa do Sal privilegia  os produtos locais do Concelho de Tondela. Na confeção dos diversos pratos vão ser utilizados matérias primas de expositores presentes  no Pavilhão Ficton e Feiras de Artesanato, Freguesias e Produtos Locais.

Os pratos que vão ser confecionados, todos com os sais da Casa do Sal, são os seguintes:

Tostas  com tomate, alho e Flor de Sal com Pólen de Abelha Casa do Sal
Salpicão recheado com mel, aguardente de medronho bio e Sal para Grelhados Casa do Sal
Arroz com cogumelos e Sal para Grelhados Casa do Sal
Espetadas de azeitona e Salicórnia Casa do Sal
Espetadas de batata a murro  com molho sal para Grelhados Casa do Sal e azeite
Tomate cereja com Salicórnia Casa do Sal
Tapas Casa do Sal Tradicionais
Pipocas com flor de sal Casa do Sal

Mais informações sobre a FICTON 2012: clicar

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

A Casa do Sal vai estar presente no Encontro Ibérico Land Rover

A Casa do Sal e parcerias, vai estar presente no Encontro Ibérico Land Rover, de 7 a 9 de Setembro no Parque da Senhora dos Verdes em Gouveia.

 


A ideia do Enco(ue)ntro Ibérico Land Rover (EILR) data de 2003, quando os clubes de entusiastas da marca Land Rover mais representativos de Portugal e Espanha, decidiram levar a cabo um grande evento a realizar, em anos alternados, entre os dois países. Esse evento deveria ser um ponto de encontro obrigatório para os entusiastas ibéricos, aos quais se juntariam outros das mais variadas nacionalidades. Para além das actividades e expositores ligados aos Land Rover, os EILR seriam uma festa com as mais variadas actividades para famílias e amigos de todas as idades. Assim, a primeira edição realizar-se-ia na Figueira da Foz, em Setembro de 2004, reunindo mais de 500 Land Rover’s num terreno improvisado. A realização de concursos de fotografia, desenhos para crianças, restauro de Land Rover’s ou workshops, entre outras actividades teve, como seria de esperar, grande aceitação entre os presentes, trazendo grande sucesso ao evento. Em 2005 é a vez de Espanha receber o II Encuentro Ibérico Land Rover, em Ocaña, província de Toledo, reunindo mais de 300 Land Rover’s. Os encontros seguintes realizaram-se em Gois (2006), Segurilla, Madrid (2007) e Gouveia em 2008, onde se bateram todos os records de presenças, atingindo os 1.010 Land Rover’s presentes e mais de 3.000 pessoas, oriundas de Portugal, Espanha, Gibraltar, França, Bélgica, Holanda e Inglaterra. O EILR tem também uma vertente solidária, doando parte das suas receitas a instituições locais como Bombeiros Voluntários ou IPSS’s. Em 2010, de 10 e 12 de Setembro, o encontro voltou a Gouveia, ao Parque da Srª. dos Verdes no Aljão. Pela segunda vez o número de Land Rover’s presente ultrapassou os 1.000, atingindo os 1.018 oficiais. Em 2011, o evento regressou a Espanha, mais precisamente a Segurilla, contando com mais de 300 Land Rover. Em 2012 estamos de volta a Gouveia, ao Parque da Srª. dos Verdes, no fim de semana de 7 a 9 de Setembro. 

Mais informação: http://www.landroveriberico.com/

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

SAL EXTRA PICANTE PARA GRELHADOS

NOVO produto da Casa do Sal

SAL EXTRA PICANTE PARA GRELHADOS

O Sal Picante para Grelhados agora com mais piripiri, para os verdadeiros apreciadores de picante. Veja outros produtos da Casa do Sal aqui.

sábado, 21 de julho de 2012

Casa do Sal e Cristais do Sal na Feira Pirata 2012 em Buarcos, Figueira da Foz

De 20 , Sexta, a 22, Domingo, a Casa do Sal e Cristais do Sal estão presentes na Feira Pirata 2012 em Buarcos.


Em cima: Jesus Zunzunegui do Cristais do Sal na Feira Pirata 2012, em Buarcos. Também se vê o Conde a experimentar os Cristais do Sal nas mãos
Em baixo: a criada do Conde, que com a sua autorização experimentou um pouco de Cristais do Sal nas mãos.

Policiamento do Espaço da Casa do Sal e Cristais do Sal

domingo, 15 de julho de 2012

Degustação Casa do Sal na 7ª Feira de Sal em Aveiro

Da esquerda para a direita: Olga Cavaleiro da Pastelaria "O Afonso",
 José João Rodrigues da Casa do Sal e João Patarra da "Casa do Caracol"
A Casa do Sal da Figueira da Foz organizou sessões de degustações na 7ª Feira de Sal em Aveiro numa parceria  com a Pastelaria "O Afonso" de Tentúgal e a "Casa do Caracol" em Aveiro. 

Caracóis com salicórnia da "Casa do Caracol", Caramelos com Flor de Sal e Pólen de Abelha e Brigadeiros com Flor de Sal da Pastelaria o Afonso foram as novidades que foram muito apreciadas pelos  visitantes, sobretudo espanhóis.
 
A Casa do Sal confecionou no momento cogumelos portobelo com Salicórnia e Sal Picante para Grelhados servidos em Broa da Padaria da Fonte da Cheira de Coimbra. (ver outros produtos da Casa do Sal)

Também foram apresentadas Espetadas de Azeitonas da Quinta da Ribeira de Lodões recheadas com salicórnia da Casa do Sal, tomate cereja envolvido em salicórnia seca e moída, tapas Casa do Sal com sal picante para grelhados e azeite.

Hoje depois das 17h as degustações voltam a repetir-se no stand da Casa do Sal, venha visitar-nos.

Algumas degustações: caramelos com flor de sal e pólen de abelha,
brigadeiros com flor de sal e salicórnia fresca da Casa do Sal

O Teatro mais Pequeno do Mundo



O Teatro mais Pequeno do Mundo

sábado, 14 de julho de 2012

Plantar halófitas na Salina da Troncalhada


José João Rodrigues da Casa do Sal a plantar halófitas (ex. salicórnia) na Salina da Troncalhada, no ambito da 7ª Feira de Sal de Aveiro


Stand da Casa do Sal na 7ª Feira de Sal de Aveiro (em baixo)